19 de agosto de 2009

gere gentileza


Embaixador da Gentileza, nosso Profeta José Datrino, nascido em Cafelândia/SP em 1917, foi amansador de burros desde criança.
Intuiu que sua missão deveria transcender as fronteiras marcadas pelos mourões de eucalipto que cercavam o local onde vivia.
Em 1961, assistiu a tragédia do “Gran Circus” em Niterói, onde num catastrófico incêndio, morreram mais de 500 pessoas em sua maioria crianças.
José desperta de sua existência material.
Ele vai até o local do incêndio, e lá, sobre as cinzas do circo, plantou o jardim e uma horta.
Lá viveu por 4 anos consolando as famílias das vítimas da famigerada tragédia.
Junto às flores nascia “José Agradecido”, nosso Profeta Gentileza.
Deixou seu Paraíso e deu inicio a sua pregação entre o Rio de Janeiro e Niterói, proclamando aos quatro cantos palavras de amor, bondade, respeito ao próximo e à natureza.
Obviamente foi chamado de louco e, quando assim chamado, devolvia na mais pura gentileza “Sou louco para te amar e louco pra te salvar”.
Seus mandamentos estão perpetuados no viaduto do Caju e mesmo após coberto pelo cinza de outrora, já cantado por outros seguidores, foram restaurados pela Prefeitura Fluminense.
É uma pena que o que lá se restaurou foram só seus manuscritos.
Deixo ai, com a licença de meu Profeta...

“GENTILEZA GERA GENTILEZA”

por thiDeSouza

Um comentário:

molha o bico!